A Família Claretiana reflete e debate suas estratégias na luta pela erradicação da pobreza

Out 19, 2020 | JPIC, Solidariedade e Missão

Roma, Itália. Este ano, no dia 17 de outubro, a Equipe de Solidariedade e Missão da Congregação se juntou à comemoração do Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza organizando um webinar, com o tema “A luta contra a pobreza no frágil e humanitário contexto do COVID-19”. Participaram mais de cem claretianos e associados claretianos, leigos e leigas de 32 países. Os participantes da 3ª Assembleia da SOMI-MICLA também aderiram a este webinar.

O evento foi moderado por César Augusto Espinoza, CMF (JPIC da América Central e membro da Equipe de Coordenação de Solidariedade e Missão da MICLA) e organizado pela Equipe Congregacional SOMI com uma equipe composta por Stéphane Uyungu CMF (Congo), Gabriel Ponce Carpintero CMF ( Fátima) e Satheesh Saverimuthu CMF (St. Joseph Vaz).

George Kannanthanam CMF, da província de Bangalore (Índia), que é um conhecido agente social e fundador de vários programas humanitários, falou nesta discussão sobre “Razões para focar na erradicação da pobreza e maneiras de fazer isso”. Apresentou dez propostas, afirmando que a Congregação deve assumir o alívio da pobreza com maior radicalidade, tendo como horizonte os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, que devem ser incorporados em nossa agenda congregacional.

George afirmou ainda: “O problema não é que não tenhamos o suficiente. O problema é que não compartilhamos o suficiente. Hoje há mais alimentos e recursos disponíveis no mundo do que nunca. Não precisamos de uma revolução alimentar. Precisamos apenas de uma melhor distribuição de alimentos. Uma nova civilização de partilha”.

Um segundo palestrante neste webinar foi Robert Omondi CMF, da Delegação Independente St. Charles Lwanga da África Oriental. Atualmente é coordenador da SOMI ACLA (África), um apaixonado buscador de justiça e construtor da paz. Robert interveio apresentando “A erradicação da pobreza como uma ação para a exigibilidade dos direitos e a construção da justiça social.”

Robert fez algumas perguntas para a Congregação: Como reconciliar e melhorar o bom “enfoque samaritano” que prevalece na pobreza com o chamado profético para nos engajarmos com a pobreza estrutural e sistêmica profundamente enraizada em nossas missões? Em nossa configuração congregacional, como enquadramos / incluímos todos estes esforços para torná-los parte integrante de nossos processos de formação, contemplação, planejamento, implementação e avaliação de nossos apostolados? Sobre a erradicação da pobreza, convidou a Congregação a repensar o mapeamento e a presença claretiana na perspectiva da Pobreza e da Incorporação do enfoque baseado nos direitos humanos no marco eclesiástico da ação evangelizadora, e fez algumas propostas para consegui-lo.

Também participou como painelista Pachi González-Vallarino, leiga claretiano de Sevilha, sul da Espanha, colaboradora de PROCLADE BETICA e coordenadora do programa de voluntariado internacional da ONG “Entre culturas Fé e Alegria”. Ela apresentou as ideias em torno da Erradicação da Pobreza a partir de suas próprias experiências de voluntariado nos campos de refugiados do Saara, em Bateyes, República Dominicana onde vivem comunidades haitianas e no Equador. Mencionou que uma frase que ouviu em um retiro claretiano a inspirou a escolher o voluntariado: “Somos um povo em movimento construindo o amanhã”.

A última palestrante deste Webinar foi Diana Gutiérrez, diretora do Programa Global de Negócios para a Igualdade de Gênero do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, com uma década de experiência nas Nações Unidas, incluindo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) na Colômbia como Gerente de Projetos para o Desenvolvimento Econômico Inclusivo. Centrou seu discurso no tema: a luta contra a pobreza neste contexto frágil e humanitário do COVID-19. Narrou como o COVID-19 afetou não apenas a situação da saúde, mas também teve um grande impacto na vida social e econômica. Tendo em vista as fontes do PNUD e da OIT, chamou a atenção de todos que cerca de 70 a 100 milhões de pessoas cairão na pobreza e que cerca de 400 milhões de empregos serão perdidos até o final de 2020. Ela apresentou um caminho de 7 pontos para a recuperação como opções para o futuro pós-COVID.

O material de cada uma das apresentações pode ser baixado do nosso site: www.somicmf.org / www.somicmf/un

 

Categorias

Arquivos

Claretianos discutem Uma Nova Agenda para a Paz

Claretianos discutem Uma Nova Agenda para a Paz

Nova Iorque. A equipe Claretiana da ONU organizou uma "Conversa Claretiana sobre uma Nova Agenda para a Paz" online em 13 de abril de 2024 como uma contribuição para a próxima "Cúpula do Futuro" da ONU em setembro de 2024. A Cúpula visa forjar um novo consenso...

claretian martyrs icon
Clotet Year - Año Clotet
global citizen

Documents – Documentos