Quatro novos diáconos na província da Alemanha: Companheiros do povo

Jul 22, 2021 | Deutschland, Ordenações, Painel dos avisos

Würzburg, Alemanha. “Que se experimente através de vocês a presença auxiliadora de Deus”. Foi o que disse Dom Franz Jung aos candidatos à ordenação diaconal na sexta-feira, 16 de julho, na igreja paroquial de Santo Adalberto, em Würzburg. Com a imposição de mãos e a oração, o bispo ordenou como diáconos os missionários claretianos Jacob Edathinattu, Evans Iregi, Xavier (Royson) Melvettom e Martins Omale. Os quatro Estudantes claretianos estão a caminho da ordenação sacerdotal. O Superior Provincial, Pe. Callistus Joseph, referiu-se aos quatro novos diáconos como um presente para celebrar o 60º aniversário da Província da Alemanha.

Por sua vez, os candidatos à ordenação escolheram três textos que Dom Jung considerou em sua homilia. A sarça ardente do livro do Êxodo, observou ele, era um símbolo dos pontos onde arde a presença de Deus no mundo.

“Vocês conhecem a angústia em seus países de origem. Mas a angústia supostamente distante também bate à nossa porta aqui: nos migrantes, nas pessoas em situação de pobreza, nos empobrecidos e solitários em todo o mundo por causa da COVID, os que sofrem a crise climática e têm que deixar suas casas”.

Na liturgia da ordenação, os candidatos prometeram aprender a compreender as dificuldades como uma missão pessoal, como fez Moisés. O bispo desejou-lhes “um coração desperto e um olhar atento para os sinais de Deus no meio do povo ao qual são enviados”.

O etíope dos Atos dos Apóstolos é um símbolo das muitas pessoas que buscam hoje, continuou o bispo Jung. “Muitos, como ele, fazem peregrinações e viagens para se aproximarem de si e de Deus. Como o etíope, muita gente lê guias espirituais e escritos piedosos”. Mas o estudo por si mesmo geralmente não os leva adiante. Eles precisam de companheiros como o diácono Felipe. “Desejo que, guiados pelo Espírito de Deus, vocês se tornem companheiros úteis para muitos contemporâneos que ainda estão em busca”. Felipe, porém, só pôde responder às perguntas porque ele próprio estava familiarizado com a Palavra de Deus. Por isso, o Bispo desejou aos candidatos à ordenação que a Palavra da Sagrada Escritura se transforme em palavra de vida para eles, para que encontrem respostas às suas perguntas e possam ajudar os outros na procura de sentido e em sua busca de Deus.

No Evangelho, Jesus exortou seus discípulos a permanecer nele. “A permanência só pode ser feita por aqueles que permanecem unidos ao Senhor por meio da oração viva”, disse o bispo Jung. Os diáconos e os sacerdotes rezaram vicariamente por todo o mundo, incluindo aqueles que não podem rezar, os que se esqueceram de como rezar ou não encontram tempo para fazê-lo. Jesus não quer servos, mas amigos, continuou o Bispo. Muitas pessoas servem a Deus por medo ou como assalariados que desejam ganhar o céu. “Aqueles que o servem verdadeiramente por amor o servem perfeitamente”, acrescentou. Uma pessoa assim, disse, se sente tão abençoada por sua amizade com Jesus que está disposta a devolver ao Senhor tudo o que recebeu.

“Então vocês sairão e darão fruto, e o seu fruto estará diante de Deus”.

No final da Eucaristia, Omale, em nome dos quatro recém-ordenados, agradeceu a todos aqueles que os acompanharam até agora e contribuíram para a celebração. Ele se lembrou de uma frase que ouviu na faculdade: “A recompensa por um bom trabalho é mais trabalho”.

Jacob Edathinattu e Xavier Melvettom são do estado indiano de Kerala. Depois de estudar filosofia e trabalhar em postos de missão, estudaram teologia em Granada (Espanha). Fizeram a profissão perpétua em Dreifaltigkeitsberg, perto de Spaichingen (Baden-Württemberg). Evans Iregi é natural do distrito de Bungoma, no Quênia (África). Estudou filosofia em Uganda. Depois do noviciado no Quênia, chegou a Frankfurt am Main e ali completou os estudos de teologia. Emitiu a profissão perpétua no dia 8 de setembro de 2020 na Igreja do Sagrado Coração de Maria em Frankfurt am Main. Martins Omale vem da Nigéria. Após estudar filosofia, chegou à Alemanha na primavera de 2017 e estudou teologia na Hochschule Sankt Georgen em Frankfurt am Main. Fez a profissão perpétuano dia 8 de setembro de 2020 em Frankfurt am Main.

Categorias

Arquivos

claretian martyrs icon
Clotet Year - Año Clotet
global citizen

Documents – Documentos