Uma experiência de primeira mão do programa de voluntariado em Ingeniero Jacobacci (Argentina)

Fev 5, 2020 | Apostolado, San José del Sur

Ingeniero Jacobacci, Argentina. Depois da Reunião do Governo Geral com os Superiores Maiores no Chile, e após as celebrações do Congresso de Espiritualidade Claretiana e o 150º aniversário da chegada dos Missionários Claretianos à América, o Pe. Artur Teixeira, CMF, Prefeito Geral de Apostolado, visitou a comunidade claretiana na região da Patagônia argentina para ter uma experiência em primeira mão de seu programa de voluntariado.

Deixamos a seguir uma cópia de sua experiência que foi publicada no site da Prefeitura Geral de Apostolado:

“No dia 27 de janeiro de 2020, encontrei o bispo local, Dom Juan José Chaparro, CMF, na cidade de Bariloche. Além da catedral e de outros lugares turísticos próximos, dei uma volta para ver brevemente os lagos, colinas e outros tesouros impressionantes de nossa mãe natureza. Naquela noite, o Ir. Marcos Niclis, CMF (superior da comunidade) e eu, pegamos o ônibus e viajamos para Ingeniero Jacobacci. A paisagem mudou à medida que nos afastamos da cidade e das estradas. Chegamos lá sãos e salvos naquela noite e o Pe. Mário Bússulo, CMF nos recebeu. O terceiro membro da comunidade (Pe. Pedro Rojas, CMF, pároco local) estava em uma região remota acompanhando um grupo de 20 estudantes universitários de Bahía Blanca (Argentina) que foram lá evangelizar.

Nos dias seguintes até 1º de fevereiro, experimentei a vida missionária diária em Jacobacci Engineer, uma periferia que tem cerca de 25.000 habitantes espalhados por um território de 33.000 km2, composto por 2 cidades (além de Jacobacci, está Maquinchao) e suas 22 comunidades rurais (localmente chamadas de “paragens”). O povo mapuche é predominante.

Ao começar as visitas às famílias, instituições pastorais, sociais e culturais, os mercados de artesanato mapuche, ao ouvir os paroquianos e outros cidadãos comprometidos em seus bairros pobres, me dei conta de suas alegrias, lutas, esperanças e incertezas. Pouco a pouco, espontaneamente, compartilharam sua profunda gratidão pela presença claretiana em seu meio, acompanhando-os, apoiando-os, capacitando-os e advogando por sua terra, bem como por água, gás, eletricidade, moradia, educação e mais oportunidades de emprego (em vez de apenas os negócios de mineração). Também apreciei a oportunidade de me encontrar com o coordenador de Missão e Solidariedade de MICLA, com o coordenador provincial do JPIC, com alguns líderes locais e participar de um programa de transmissão na Rádio Nacional.

Em uma periferia tão difícil, é necessário um diálogo constante, respeito, mentes, corações e mãos unidas para permitir a melhor sabedoria da comunidade e a missão compartilhada de todos, a fim de continuar construindo uma estratégia ecológica e sustentável de longo prazo que perdure enquanto enfrentamos os principais desafios, obstáculos e ameaças sem negligenciar nosso DNA.

Os missionários claretianos e seu povo em Ingeniero Jacobacci não estão sozinhos. Mantenhamo-nos genuinamente comprometidos com a terra e efetivamente interconectados em solidariedade. Espero que este lugar sagrado na Patagônia possa ser apresentado a mais estudantes de graduação e jovens profissionais para uma experiência transformadora em suas vidas”.

Para conhecer mais sobre os diferentes programas e apostolados da Congregação, pode-se visitar http://www.apostoladocmf.org/

Categorias

Arquivos

A urgência de continuar cuidando do planeta

A urgência de continuar cuidando do planeta

Nova York, EUA. As Nações Unidas acolhem nestes dias a celebração de um encontro de alto nível (HLPF) sobre desenvolvimento sustentável e cuidado do planeta no qual participa a Família Claretiana. Os membros da Equipe dos Missionários Claretianos perante as Nações...

claretian martyrs icon
Clotet Year - Año Clotet
global citizen

Documents – Documentos