Nascimento duma nova Nação: Sudão do Sul, Esperança da África

Jul 13, 2011 | Família Claretiana, Nigéria Oeste, Solidariedade e Missão

Juba, Sudão do Sul. As buzinas dos carros tocaram sem parar em Juba, para exprimir a alegría. O tão esperado dia “D”, 9 de Julho de 2011, foi escrito com letras douradas na história do Sudão do Sul, que foi declarado como estado independente. (…)

Com estas palavras duma carta da equipa intercongregacional de Solidariedade com o Sudão do Sul (SSS), o Pe. Joseph Callistus CMF (na foto), partilha connosco a alegria deste povo que tendo tido como sorte muitas adversidades, conseguiu a sua independência.

Mais de trinta chefes de estado da África e representantes de quase todos os continentes, bem como 3.500 convidados estiveram presentes para assinalar o momento histórico. No seu discurso oficial, o presidente do novo estado, Slava Kiir expressou a sua preocupação pelos latentes conflitos tribais e insistiu nas inúmeras questões que pedem uma imediata dedicação do governo. No entanto, na sua mensagem prevalecem as palavras de esperança com as quais incentiva o povo a permanecer unido e a criar um acesso equitativo nas oportunidades de desenvolvimento.

O delegado papal para esta ocasião, o cardeal John Njue, de Nairobi, na sua homilia eloquente pronunciada na catedral, apontou as três prioridades que têm de ser imediatamente tidas em conta, disse: “Paz, paz, paz”, “educação, educação, educação”, “saúde, saúde, saúde”, resumindo assim as principais preocupações da nova nação.

Os participantes no projeto intercongregacional de “Solidariedade com o Sudão do Sul” no qual se integram os missionários claretianos, estão satisfeitos, uma vez que também são estas as suas prioridades. Estamos a trabalhar ininterruptamente na preparação de líderes que trabalham pela paz através da reconciliação; estamos envolvidos na formação de professores do ensino básico (o Sudão do Sul precisa de 23000 professores do ensino básico) e estamos envolvidos na formação de pessoal sanitário graduado (para agora enfermeiros e, para breve trataremos da habilitação superior de parteiras)… Estamos conscientes que a nossas contribuição não passa duma gota de água no oceano das necessidades, mas sentimo-nos felizes porque pode ser a gota que venha a mudar o futuro deste povo já tão sofrido. (Fotos)

Categorias

Arquivos

Não a toda violência contra as mulheres

Não a toda violência contra as mulheres

Depois de celebrar o Dia Mundial dos Pobres com a Igreja Universal, as comunidades claretianas preparam-se para aderir ao apelo global para acabar com a violência contra as mulheres. No início de novembro, a Prefeitura Geral do Apostolado compartilhou uma mensagem do...

claretian martyrs icon
Clotet Year - Año Clotet
global citizen

Documents – Documentos